Jornal Diário da Região – Osasco Carapicuíba Barueri Jandira Itapevi Santana de Parnaíba Pirapora
..
....
..


..
..
..
..
 
..
....
Principal Animais Educação Especiais Saúde Turismo Gastronomia Consumidor
  Opinião   Lazer   Geral                
Edição: Quinta-feira, 18 de dezembro de 2014


Atualizado em 22/01/2010

Chuvas alagam bairros e param Castelo e Rodoanel


Altura da água chegou a 2 metros, durante a madrugada, em casas do Jardim Santo Antoninho e Novo Horizonte, em Osasco e Carapicuíba, respectivamente. Na Castelo, pico de lentidão foi de 22 quilômetros

Erica Celestini
e Júnior Berilo
(cotidiano@webdiario.com.br)

A madrugada de quarta-feira foi de pouco sono, muita preocupação e bastante trabalho para os moradores do Jardim Santo Antoninho, em Osasco, e Novo Horizonte, em Carapicuíba. Esses dois bairros foram os maiores atingidos, na região, com as fortes chuvas, que começaram por volta da 1 hora, se intensificaram a partir das 2 horas e só foram dar trégua depois das 4 horas.

No Santo Antônio, as enchentes se concentram em três ruas: Pedro Pinto de Carvalho, Bezerra de Menezes e Venceslau Braz, atingidas pelo transbordamento do córrego que corta a área.

Na primeira, moradores relatam que a altura das águas chegou a 2 metros no pior momento do temporal. “Meu filho só foi dormir às 6 horas. Passou a madrugada desmontando móveis e tentando colocar nas partes mais altas da casa”, conta uma moradora, que se identificou apenas como Maria. Tanto esforço, no entanto, não impediram a família de ter prejuízo, o que não é novidade para o bairro. “Sempre que chove, a água entra. Aí, abrimos crediário no comércio, compramos o que foi perdido e, quando menos esperamos, perdemos tudo de novo”, relata.

Já Eliane de Souza, que mora há 35 anos na rua Pedro Pinho de Carvalho, afirma que apesar de constantes, as enchentes não se comparam à registrada na madrugada de quarta-feira. “Ela só foi parecida com o drama que vivemos em 2006, quando o volume de água também passou de 2 metros”, afirma.

Houve prejuízo também no comércio. Dona de um salão de beleza na rua Venceslau Braz, Magali Marquês chegou para trabalhar e encontrou tudo debaixo d´água. “Além de ter perdido equipamentos, cadeiras e até aparelhos de esterilização, nem vou poder abrir hoje, aumentando o prejuízo”, disse, enquanto tentava limpar o estabelecimento.

A mesma “surpresa” teve o dono de um restaurante, na rua Bezerra de Menezes. “Só não perdi as mesas e as cadeiras porque elas estavam na parte mais alta. Agora, vou ter que limpar tudo rápido para ainda garantir o funcionamento no almoço”, relatou o comerciante, que se identificou como Renato.

Os moradores organizaram, no início da manhã, um protesto no local, exigindo a limpeza das ruas. O pedido foi atendido por volta das 8 horas.

Na Vila São Francisco, bairro vizinho, as chuvas também causaram estrago. Cerca de 60 metros do muro de um empreendimento imobiliário na avenida Martin Luther King vieram abaixo durante o temporal. Não houve feridos.


Largo de Osasco

Na região central de Osasco, próximo ao terminal rodoviário, o cenário também foi de destruição. O córrego Bussocaba transbordou atingiu parte do Largo de Osasco. Um dos imóveis mais prejudicados foi o da Escola de Enfermagem São Bernardo. Segundo Marco Antônio Rodrigues, assessor financeiro da instituição, tudo ficou destruído. “Mas muito além das perdas materiais, como cadeiras, mesas e computadores, que podemos repor, nosso prejuízo foi mesmo a destruição de todo o prontuário dos alunos, tanto arquivado em papel quanto registrado digitalmente”, explica.

A escola atende, atualmente, 500 alunos em três turnos, mas as aulas estão suspensas, pois também há lama e barro para todo lado. “Acredito que só conseguiremos retormar o atendimento a partir de amanhã (hoje), à noite. E, com isso, teremos mais prejuízos, pois vamos ressarcir os alunos por meio de descontos dos dias sem aula”, relata, acrescentando que esta é a 6ª vez que o prédio é inundado nos últimos anos.

No restante da cidade, houve pontos de alagamento, mas sem atingir imóveis, nas avenidas Maria Campos, Hirant Sanazar e Comandante Sampaio.


Carapicuíba

Em Carapicuiba, a enchente atingiu o trecho final da avenida Plutão, próximo à divisa com Osasco, e ainda uma área livre vizinha, no Jardim Novo Horizonte. O cenário, pela manhã, era de destruição total. Moradores jogaram colchões, sofás, eletrodomésticos, roupas e alimentos no meio da rua, para tirar a lama das casas. E caminhões da prefeitura tentavam organizar o caos.

O alagamento foi provocado pelo transbordamento do córrego que corta a área. E, quando o nível baixou, foi possível ver uma verdadeira montanha de lixo impedindo o escoamento das águas.
“A enchente chegou a um metro dentro de casa. Não deu tempo de fazer nada. Só esperar baixar para começar a limpeza”, contou Ester dos Santos, que mora no local há 4 anos e afirmou que, pela primeira vez, viu um alagamento tão grande.

Com o filho de um ano no colo, o casal Rafael e Tatiana Guerreiro, que moram na área livre, ainda tentavam organizar seus pertences para iniciar a limpeza da casa. “Foi perda total. Meu carro, que estava aqui perto, ficou coberto até o teto. Além disso, a chuva inundou móveis, geladeira, fogão, microondas, televisão, roupas e alimento”, relatou Rafael.

Para agravar a situação, uma passarela de pedestres sobre o córrego, que faz a ligação entre a área livre e a Estrada das Flores, já na parte de Osasco, foi “torcida” pela água, impedindo a passagem. “Agora, só dando a volta pela avenida Plutão para chegar à estrada. São mais uns 5 minutos de caminhada”, lamentou o morador André Moura.

O comércio também foi atingido. Na borracharia Paraná, na avenida Plutão – a água avançou sobre equipamentos hidráulicos e também um carro que estava no local. “Ainda nem conseguimos calcular as perdas. Temos que tentar ver, primeiro, o que está funcionando”, informou um funcionário.
De acordo com informações da Regional Veloso da Prefeitura de Carapicuíba, o transbordamento do córrego foi agravado pelo fato dos moradores, atendendo a um pedido da própria administração, terem colocado entulho na rua para coleta durante Operação Limpeza, que está em andamento no bairro. O material seria recolhido ontem (hoje), mas as chuvas da madrugada “empurram” o entulho para dentro do córrego, provocando o assoreamento.

Ainda em Carapicuiba, foram registradas enchentes no Jardim Guapiúva e na avenida Andradas.



Trânsito


Mas a manhã não foi de caos apenas para quem teve a casa alagada. As enchentes contabilizadas nas marginais Pinheiros e Tietê tiveram reflexo na rodovia Castelo Branco e no trecho Oeste do Rodoanel.
Na Castelo, de acordo com informações da VIaoeste, a lentidão média ficou entre 13 e 20 quilômetros, mas houve um pico de 22 quilômetros durante a manhã, sentido Capital. A situação só começou a melhorar por volta do meio-dia, quando a lentidão era de 7 quilômetros.
Quem mais sofreu foram os motoristas que tentavam acessar a Marginal Tietê, a mais atingida pelas chuvas.

Já no Rodoanel, a lentidão foi menor. Mas se concentrou na saída do Km 21, no acesso às cidades de Carapicuiba e Osasco.

Os trens também não escaparam. A circulação na linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) aconteceu de forma parcial, durante a manhã, no trecho entre as estações Grajaú e Jurubatuba, que ficou inundado. Já de Jurubatuba até Osasco não houve mudanças.



  Compartilhe: Twitter Facebook
 
Enviar para um amigo
  Cotidiano
18/12/2014 4 cidades renegociam débitos de impostos
18/12/2014 Natal e Ano Novo alteram o funcionamento do comércio e serviços nas cidades da região
18/12/2014 Poupatempo de Carapicuíba amplia serviços na fase de pré-atendimento
18/12/2014 Vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada para o próximo dia 31
18/12/2014 Sem chuvas, nível do sistema Cantareira baixa para quase 7%
17/12/2014 Barueri é a 3ª cidade da região com pluviômetros para controle da chuva
17/12/2014 Educação reabre prazo de matrícula antecipada
17/12/2014 Após queda no PIB, Osasco e Barueri perdem participação do ICMS
17/12/2014 Indústrias cortam 2,5 mil vagas em 11 meses, aponta pesquisa do Ciesp
17/12/2014 Avenida Alphaville vai ganhar passarela
16/12/2014 Trem até Sorocaba depende do governo federal
16/12/2014 Massa de ar seco deixa região sem chuvas até quarta-feira, dia 17
16/12/2014 Ministério da Saúde repassa R$ 150 mi aos municípios para combate à dengue
16/12/2014 Advogada é barrada em Fórum de Barueri por uso de saia curta
13/12/2014 PS do Parque Imperial fica pronto em março
13/12/2014 Justiça Federal inaugura Fórum em Barueri na terça-feira, 16
13/12/2014 Osasco terá mais três instituições de Ensino Superior ano que vem
13/12/2014 Chuvas causam estragos em 5 cidades
13/12/2014 Osasco e Barueri lideram as vendas de imóveis novos na Grande SP
13/12/2014 Boa revisão, boa viagem!
12/12/2014 Osasco e Barueri perdem posições no PIB do País, segundo dados do IBGE
12/12/2014 Duas mil escolas da Grande SP estudam ações contra bullying
12/12/2014 Vendas do varejo devem ter “crescimento zero” em dezembro
12/12/2014 Trens de Osasco chegam ao Grajaú em 2015, segundo informações do Estado
11/12/2014 Ciclofaixa de Osasco não funciona até dia 21 para facilitar compras
11/12/2014 Contribuintes da região pagaram R$4 bilhões em impostos este ano
11/12/2014 Número de fumantes cai 20% em 5 anos, aponta pesquisa do IBGE
11/12/2014 Barueri encerra nesta sexta-feira o cadastro para entrega de brinquedos
10/12/2014 Grande SP está sob risco de temporais a partir de hoje
10/12/2014 IPTU em 2015 deve ficar 6,5% mais caro nas didades da região
10/12/2014 Faixa de ônibus no Novo Osasco começa a operar a partir do próximo dia 15
10/12/2014 53% da população da Grande SP reduzem o consumo de água
10/12/2014 Sorteio de Natal tem prêmio que chega a R$1milhão
10/12/2014 Rede estadual anuncia concurso para diretores
10/12/2014 Mega Sena para R$27,4 milhões nesta quarta
09/12/2014 Shoppings da região funcionam em horário especial neste fim de ano
09/12/2014 Programa Emprega SP tem 10,4 mil vagas na Grande São Paulo
09/12/2014 Professores das escolas integrais recebem gratificação em Barueri
09/12/2014 Osasco tem 3º maior índice de mortos no trânsito da Grande SP
06/12/2014 Brasil adota placas com 4 letras e três números a partir de janeiro de 2016
06/12/2014 Novo esportivo ainda este ano
06/12/2014 Disponível somente para encomendas
06/12/2014 Cantareira volta ao nível pré-volume morto. Sistema abastece 6,5 milhões
06/12/2014 IPVA deve render R$7 bilhões às prefeituras paulistas no próximo ano
06/12/2014 Poupatempo Carapicuíba inicia pré-atendimento nesta segunda-feira
05/12/2014 Nota Paulista Sorteio de Natal tem prêmio de R$ 1 milhão
05/12/2014 Rede estadual anuncia concurso para diretores
05/12/2014 Poupatempo Carapicuíba inicia pré-atendimento na segunda
05/12/2014 Presidente Altino recebe mutirão contra dengue e chikungunya
05/12/2014 União libera R$2,6 bilhões para sistema de água na região Oeste