Jornal Diário da Região – Osasco Carapicuíba Barueri Jandira Itapevi Santana de Parnaíba Pirapora
..
....
..


..
..
..
..
 
..
....
Principal Animais Educação Especiais Saúde Turismo Gastronomia Consumidor
  Opinião   Lazer   Geral                
Edição: Sexta-feira, 05 de fevereiro de 2016


Atualizado em 18/04/2012

Entrevista com Edgard José Fiusa (Secretário da Educação de Itapevi)


“Eu defendo que a educação tenha os Ciclos I e II no município e defendo isso porque temos que garantir a continuidade do ensino”

Graciela Zabotto
(politica@webdiario.com.br)

Edgard José Fiusa é secretário da Educação de Itapevi desde que a prefeita Ruth Banholzer (PT) assumiu a administração municipal em 2005. Fiusa começou como diretor de departamento e, em 2006, assumiu a chefia da Pasta. Dentre os assuntos abordados nesta entrevista Fiusa fala sobre a abertura de vagas em creches e a municipalização do Ciclo II do Ensino Fundamental, que abrange a educação da 5ª a 8ª séries.

Atualmente Itapevi tem quantas vagas em creches?
Nós não só dobramos [o número de vagas] como também oferecemos uma qualidade muito maior. Em 2005 quando assumimos tínhamos cinco creches, ou seja, um número bem reduzido de vagas, e hoje temos 13 [creches]. Conseguimos ampliar o atendimento em todos os níveis. Na educação infantil não chegávamos a cinco mil vagas e hoje temos quase oito mil vagas. Nas creches, particularmente, que são crianças de Berçário I, Berçário II e Maternal nós praticamente dobramos, que é justamente o segmento que tem maior demanda e muita procura. Agora temos firmado com o Governo Federal com a construção de três creches este ano e mais sete em análises.

Como estão as construções dessas três creches?
Já temos uma creche em construção. A segunda já tem ordem de serviço para iniciar a obra e a terceira creche está em fase de licitação.

E as outras sete?
As outras sete nós já conseguimos os terrenos e as áreas. Inclusive, nessas parcerias, as áreas solicitadas têm um grau de exigência que encontramos dificuldades no município. Primeiro: temos que ter áreas planas e Itapevi não é uma cidade plana, com raríssimas exceções, as áreas planas também estão ocupadas. Então temos que acertar os terrenos para que possamos oferecer os dois mil metros, mais ou menos, para a construção de uma creche. O importante também é que temos bairros estratégicos que estão com necessidade de atendimento e que receberão essas creches. Podemos dizer que a conquista dessas 10 creches nós conseguimos graças ao Governo Federal com trabalho e muito esforço da prefeita Ruth.

Quantas vagas foram criadas durante esses sete anos de administração da prefeita Ruth?
Podemos dizer que houve um aumento considerável. Em 2005 tínhamos nas creches 623 vagas. Hoje estamos oferecendo 1950. Além disso, até 2016 temos que cumprir uma meta do Governo Federal que determina que todas as crianças de 4 a 5 deverão estar dentro da escola, mas essa meta nós já estamos cumprindo agora, em 2012.

Quantas escolas de Ensino Médio tem em Itapevi?
São 22 escolas estaduais e 61 municipais. As escolas do Estado atendem o Ciclo II e o Ensino Médio. Outro aspecto importante é que o Estado deixou a EJA (Educação de Jovens e Adultos) e passamos a atender a EJA no Ciclo II, com isso ampliamos o número de vagas e atendimento. Isso deveria continuar com o Estado porque ele é o responsável pelo Ciclo II. Até porque, enquanto nós não cobramos atendimento da educação básica na fase inicial como vamos assumir o Ciclo II?

E existe a pretensão de assumir o ensino do Ciclo II?
Nós até pretendemos pelo seguinte: os alunos que saem do Ciclo I em uma escola da prefeitura gostariam que déssemos continuidade no ensino. Nós só não fazemos porque temos que cumprir a obrigatoriedade do atendimento da educação básica que é dos 0 aos 6 anos. Veja bem, o atendimento para as crianças de 4 e 5 anos será obrigatório em 2016. Hoje esse atendimento é obrigatório apenas às crianças com 6 anos. E de 0 a 3 ampliamos três vezes o número de vagas.

Existe a possibilidade da prefeitura conseguir também ser responsável por esse Ensino Médio?
Acho que a tendência é essa porque estamos próximos da população. A distância de um poder, por exemplo, do Estado para o município é muito grande. Aposto que nós aqui em Itapevi tomamos decisões mais próximas e direcionadas às necessidades da população. Nós aqui revitalizamos o sistema [de educação]. A população tem acesso a qualquer escola e ao gabinete do secretário.

Então existe o desejo de ter o Ensino Médio municipalizado?
Sim. Tudo caminha para isso. Não diria que seja uma municipalização do ensino, diria que é uma implementação ou então uma continuidade da oferta de vagas, por exemplo, para o 6º e 7º ano.

A prefeitura de Itapevi tem alguma dificuldade com o Governo do Estado para implantar uma escola estadual na cidade?
O Estado é muito grande. Há uma distância muito grande dos municípios. São 645 municípios e todos com escolas estaduais, alguns, inclusive, já com escolas municipalizadas. Mas temos exemplos esporádicos de municipalização. Muitas cidades não municipalizaram nem o Ciclo I. A dificuldade de Itapevi é uma falta de atenção mais direta para este município, mas digo isso por causa do tamanho do Estado de São Paulo. Nosso Estado é muito grande e sempre terá um município mais carente do que outro.

E o senhor defende a municipalização?
Eu defendo que a educação tenha os Ciclos I e II todos no município e defendo isso até porque temos que garantir a continuidade do ensino. O aluno quando termina o 4º ano em uma escola municipal sente aquela ruptura e vai para outra escola onde não está adaptado.

Atualmente quantos professores, aproximadamente, passam por formação?
Em 2005 era difícil trazer o professor para a formação. Agora a situação é outra. Por exemplo, hoje tenho em um só bloco 12 cursos de formação só de pró-letramento, onde realizamos um trabalho de atualização de novas concepções e metodologias. Antes tínhamos dois cursos, depois fomos para quatro, e hoje temos 12. São mais de 400 professores fazendo cursos. Os professores estão sempre aprendendo.

Como está a instalação da Etec na cidade?
Nós oferecemos um terreno muito bom e muito bem localizado no Jd. Santa Rita e a Câmara Municipal aprovou. Agora estamos aguardando o governo do Estado.


  Compartilhe: Twitter Facebook
 
Enviar para um amigo
  Política
05/02/2016 Gil Lancaster quer aumentar rol de indenizações para militares
05/02/2016 Crise não pode ser desperdiçada, avalia presidente Dilma Rousseff
05/02/2016 Janot sugere que STF aceite indulto e ‘zere’ pena de João
05/02/2016 PT será aliado de Gregório na disputa à reeleição a prefeito em Pirapora do Bom Jesus
05/02/2016 Ex-prefeito de Pirapora, Raul Bueno garante: “sou pré-candidato”
04/02/2016 Eleições não podem atrapalhar a cidade, pede Gê na Câmara
04/02/2016 Raul Bueno pode ficar de fora na disputa para prefeito de Pirapora
04/02/2016 Prascidelli reforça necessidade de reajustes
04/02/2016 “Segurança é principal preocupação em Osasco”, aponta prefeito Jorge Lapas
04/02/2016 Silêncio de Vaccari será “ensurdecedor”, diz deputado
03/02/2016 Na Câmara de Osasco, prefeito Jorge Lapas diz que vereadores são ‘amigos’
03/02/2016 Eduardo Cunha recorre contra decisão do STF
03/02/2016 Gil Lancaster aposta em projeto de reforço à Operação Delegada
03/02/2016 Gil Lancaster descarta ser plano B de Gil Arantes e diz que seria traição
03/02/2016 Alckmin promete verba para restaurar igreja
02/02/2016 ‘Tinha é o pior secretário’, dispara vereador da Câmara de Osasco, Dinei Simão
02/02/2016 Zelada é condenado a 12 anos pela Lava jato
02/02/2016 Elvis alfineta Silvinho e diz que Parnaíba ‘quase foi à falência’
02/02/2016 “Ficou feio elogiar a polícia”, afirmou Alckmin em Santana de Parnaíba
02/02/2016 Osasco tem novo secretário de Finanças
30/01/2016 Alckmin atende pedido de Elvis e garante duplicação de ponte em Parnaíba
30/01/2016 Impeachment “perdeu a força”, afirma Temer
30/01/2016 Quartel dos Bombeiros também é parceria com governo do Estado
30/01/2016 PCdoB não quer “sacrificar” Toniolo em projeto “suicida” para as eleições
30/01/2016 Salim Reis sugere campanha de combate à intolerância religiosa
30/01/2016 Jaci Tadeu realiza obra em parceria com supermercado
29/01/2016 “Estou reconstruindo minha vida”, diz João Paulo Cunha, ex-deputado federal
29/01/2016 Lula repudia tentativa de envolvê-lo na Lava Jato
29/01/2016 Reeleição não depende de processo, afirma prefeito Gil Arantes
29/01/2016 Suplente, Branco planeja eleição longe da Câmara
29/01/2016 Municípios paulistas recebem Mercadante para debater Educação
29/01/2016 Gil Lancaster sugere campanha estadual antifumo nas escolas
28/01/2016 Ministro foi alvo de “vazamento seletivo”
28/01/2016 Para ministro, investigação aumenta percepção de corrupção
28/01/2016 CÂMARA DE OSASCO SÓ AOS 45 DO SEGUNDO TEMPO
28/01/2016 Gil Arantes nega ter recebido propina
28/01/2016 Zezinho realiza Ciclo de Debates para discutir ações às mulheres de Jandira
27/01/2016 PT planeja lançar seis candidatos a prefeito nas cidades da região
27/01/2016 “Não é o momento de apresentar candidato”, diz Casemiro
27/01/2016 PROJETO PROÍBE COBRANÇA DIFERENCIADA DE CARTÕES
27/01/2016 Substituir PT por PMDB não é solução, diz Marina
27/01/2016 PMDB deve definir candidatura a prefeito para eleições de outubro
26/01/2016 "Falta esclarecimento sobre nova CPMF", diz deputado federal Valmir Prascidelli
26/01/2016 Para Marta Suplicy, administração Haddad é “governo de exclusão”
26/01/2016 Deputado adia para fevereiro se irá ou não ser candidato a prefeito
23/01/2016 “PMN vai sair do anonimato”, garante pastor
23/01/2016 PMN descarta Délbio Teruel como candidato a prefeito de Osasco
23/01/2016 PT de Barueri pode realizar prévias para escolher candidato a prefeito
23/01/2016 Alckmin confirma Nalini na Secretaria da Educação
23/01/2016 Assédio partidário a prefeito Jorge Lapas não assusta, garante Emidio de Souza