Animais
03/01/2018 - 00:00 - Atualizado em 03/01/2018 - 00:00

Cadela morre após queima de fogos no Ano Novo em Cotia

Por Da redação
Cotia
Thais Siqueira com a cadela Nina morta em seu colo (Foto: Divulgação/facebook)

(gracielazabotto@webdiario.com.br)
 
2018 começou triste para Thais Siqueira, moradora de Cotia. Na segunda-feira, dia 1º, ela publicou, no Facebook, uma foto onde estava com sua cadela Nina morta em seu colo. A pet foi mais uma vítima do barulho dos fogos de artifícios na virada de ano.
 
Segundo Thais, ela deixou seus pets em casa e pensou que não precisaria se preocupar, pois nem Nina nem seus outros seis cachorros tinham aparentado medo de fogos e nenhuma queima estava prevista para a região. Porém, uma casa vizinha à dela foi alugada para o Ano Novo e os ocupantes soltaram fogos, que foram parar em seu quintal, piscina e telhado.
 
“Onde moro é tranquilo e nunca têm fogos perto, sempre escutamos barulhos distantes, que nem incomodam”, disse. “Escolhi (morar) aqui, pois é um local que tem reservas ecológicas, lugar de preservação ambiental, e todos os vizinhos moradores amam os animais”, afirmou.
 
Quando voltou para casa encontrou Nina já sem vida. Ela e o marido decidiram falar as pessoas que haviam alugado a casa. Eles teriam se defendido e afirmado que haviam soltado poucos fogos. “Não posso acusar os vizinhos de ter sido proposital. Porém, como eu falei para eles, aqui não é local para isso, as pessoas que aqui moram vieram pelo sossego do lugar”. Em seguida, ela e o marido conferiram as imagens das câmeras de segurança da casa e constataram que os fogos haviam caído em sua propriedade.
 
A veterinária da Cobasi Juliana Didiano explica que, mesmo sem ser atingida pelo artefato, a cadela pode ter sofrido uma reação que causou, por exemplo, um ataque cardíaco. Cães que apresentam convulsões também têm grande chance de sofrerem situações como a de Nina. (com exame.com.br)