Domingo, 19 de Agosto de 2018

Política


06/02/2018 - 00:00 - Atualizado em 06/02/2018 - 00:00

Ao lado de Alckmin, Lins assina convênio para construção de 300 imóveis populares em Osasco

Acordo do governo federal com o Estado, que vai complementar os recursos via Casa Paulista, foi assinado com presenças do governador Alckmin e prefeito Rogério Lins. Imóveis, no Jardim Veloso, serão destinados a famílias com renda de até R$1,8 mil por mês.
Por Da redação
Osasco

Lins assina convênio para construção de 300 imóveis

Lins assina convênio para construção de 300 imóveis (Foto: Divulgação)
(cotidiano@webdiario.com.br)

O programa Minha Casa, Minha Vida vai financiar a construção de mais 300 moradias populares em Osasco. O primeiro passo para isso foi dado nesta terça-feira, quando o governo federal, que mantém o programa, firmou parceria com o Estado para complemento dos recursos para as obras, por meio do programa Casa Paulista. As moradias serão construídas no Condomínio Vila Alemanha, no Jardim Veloso, e serão destinadas a famílias com renda de até R$1,8 mil mensais, que foram a chamada “faixa 1” do Minha Casa, Minha Vida. O evento contou com as presenças do governador Geraldo Alckmin e do prefeito de Osasco, Rogério Lins.

Após a assinatura do convênio, a próxima etapa é a liberação, dos recursos, pela Caixa Econômica Federal. Ainda não está estimado prazo para início e conclusão das obras. Também nesta terça-feira, foram autorizadas moradias do programa nas cidades de Aguaí, Boituva, Jaú, Morro Agudo e Praia Grande, somando 1,5 mil unidades, além de 1,2 mil somente para a Capital.

Os municípios participam da parceria doando os terrenos e indicando as demandas a serem atendidas. As prefeituras são as responsáveis pelo cadastramento das famílias que são atendidas pelo programa.  Ao todo, nessa “leva”, o Estado fará aporte total de R$ 63,4 milhões, dos quais R$4,9 milhões para Osasco;  e a União destinará um total de R$ 318 milhões.  “Estamos proporcionando moradia para quem realmente necessita, e que se não fosse esse aporte não teria condição de realizar esse direito e esse sonho”, afirmou o governador Geraldo Alckmin, durante a assinatura. O Casa Paulista fornece esse subsídio porque o custo das moradias, em São Paulo, é superior à média nacional e também ultrapassa os tetos de investimentos previstos no Minha Casa, Minha Vida. 

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style