Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Política


08/03/2018 - 00:00

França confirma candidatura e confia no apoio de Alckmin

"O PSDB pode até ter candidato próprio, mas tenho certeza que o Alckmin vai dar um jeito de me ajudar", afirmou o vice-governador, durante evento em Carapicuíba
Por Júlio Rezende
Osasco

Marcio França

Marcio França (Foto: Maranhão)
(politica@webdiario.com.br)
 
O vice-governador do Estado de São Paulo, Marcio França, afirmou nesta quarta-feira, 7, em Carapicuíba, ter convicção que o governador Geraldo Alckmin irá apoiá-lo em sua empreitada de se eleger governador nas eleições de outubro, mesmo que o PSDB lance candidatura própria. Alckmin deverá renunciar ao mandato no início do mês de abril, para concorrer à Presidência da República, abrindo caminho para que França assuma o governo e também se candidate. “Quando ele me convidou para ser vice, sabia que ia sair e também que eu iria ficar. Portanto, ninguém escolhe alguém em que não confia.”, afirmou. Segundo ele, é importante que haja uma mudança na condução do Estado, há muitos anos dirigido pelo PSDB.  “Essa alternância de poder é boa para a democracia, serve também para oxigenar as relações entre os partidos políticos”, ressaltou.

França disse ainda que não teme que haja pressão dos tucanos para que ele aborte o desejo de se candidatar. O PSDB prepara para os próximos dias convenção estadual, que pode lançar o nome o prefeito de São Paulo, João Dória para a sucessão no Estado. “Tenho muita confiança na engrenagem do Estado de São Paulo. O PSDB pode até ter o seu candidato próprio, mas eu tenho certeza que o Alckmin vai procurar dar um jeito de me ajudar”, assegurou. Na presença do prefeito Marcos Neves e dos deputados estaduais Adilson Rossi, Carlos Cezar, Delegado Olim, André do Prado, Chico Sardelli, Gilmaci Santos, Caio França e Marcio Camargo, França foi elogiado diversas vezes pelas autoridades.

“São muitos parlamentares da Assembleia Legislativa que estarão juntos na empreitada do Márcio França. Acreditamos em sua franqueza e no seu jeito sério de conduzir os recursos públicos”, afirmou o deputado Carlos Cezar. França também não demonstrou preocupação quanto ao fato de ser pouco conhecido no Estado.

“Estou muito confiante. Só 7% da população de São Paulo sabe que eu existo. Com o tempo, assim que o Geraldo renunciar, as pessoas dirão: o Alckmin renunciou quem ficou no lugar dele? E aí será a minha hora. Tenho bons amigos que me irão me ajudar a fazer a divulgação do meu nome”, concluiu o vice-governador.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style