Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019

Esportes


18/04/2019 - 00:00 - Atualizado em 18/04/2019 - 00:00

Para técnico do Audax, acesso à série A-2 vale mais que vice

Por Graciela Zabotto / esportes@webdiario.com.br
Osasco

Técnico do Osasco Audax, Robélio Cavalinho,

Técnico do Osasco Audax, Robélio Cavalinho, (Foto: Caio Henrique)
Em 2016, o Osasco Audax disputava a elite do Paulistão. Com uma campanha inédita, o time desbancou o Corinthians na semifinal e decidiu o título com o Santos. A equipe, que na época era comandada pelo técnico Fernando Diniz, perdeu para os meninos da Vila e ficou com o posto de vice-campeão paulista. Agora, o time de Osasco caminha para disputar novamente um título.

Só que dessa vez, além da taça, o que está em jogo é o acesso para a Série A-2 do campeonato Paulista. Questionado se o acesso seria mais importante do que o título de vice, conquistado há três anos, o técnico do Osasco Audax, Robélio Cavalinho, foi enfático na resposta. “Hoje, conquistar o acesso, com o meu comando, valeria mais do que o vice, em 2016, quando eu não estava no comando. A equipe caiu da série principal para a Série A-2, e depois para a A-3. Até você resgatar a auto-estima desses atletas e continuar o campeonato não é fácil. Graças a Deus conseguimos fazer isso. Os atletas estão dedicados. Isso não é para qualquer um”.

Ele enfatiza, também, que é preciso ter foco até o apito final da partida final. “Sabemos que temos um grande adversário pela frente e que ainda não temos o acesso garantido. Mas vamos lutar para isso”. O Osasco Audax encara o Barretos, neste domingo, 21, às 11 horas, no Rochdalão. A partida é a primeira de duas da semifinal. “A equipe está bem treinada, mas precisa de ajustes até o último jogo. Sempre tem algum ajuste para ser feito. Isso todos os dias e em todos os jogos. Nunca estamos satisfeitos com o ritmo. Estamos sempre correndo atrás para não tropeçarmos nessa caminhada”, finalizou.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style