Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019

Cotidiano


24/06/2019 - 00:00 - Atualizado em 24/06/2019 - 00:00

Acidentes de trânsito já mataram 70 pessoas nas cidades da região desde o início do ano

Somente em maio, foram 15 óbitos. Destaque fica para Osasco que, com 2 registros no mês passado, somou o menor índice de acidentes fatais deste ano
Por Erica Celestini / cotidiano@webdiario.com.br
Região

Trânsito mata 70 pessoas na região este ano

Trânsito mata 70 pessoas na região este ano (Foto: Divulgação)
Setenta mortes. Esse é saldo deixado por acidentes de trânsito, nas cidades da região, nos cinco primeiros meses desse ano. Apesar de ainda elevado, o número é 11% menor que o registrado entre janeiro e maio de 2018, quando foram contabilizados 79 óbitos decorrentes de colisões e atropelamentos.

Os dados são do Infosiga, banco de dados do governo do Estado de São Paulo sobre os acidentes de trânsito nas cidades paulistas.

Ainda de acordo com o levantamento, foram 15 mortes em maio. O número é ligeiramente maior que o registrado em igual período do ano passado, quando foram 14, e também supera os registros de abril, quando foram registrados 12 óbitos na região.

Na análise por cidades, o destaque fica para Osasco, que somou, em maio, o menor número de óbitos este ano. Foram 2, igualando recorde de fevereiro e com queda em relação a abril, quando foram 3. Já no acumulado do ano, são 19 mortes, uma redução de 24% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 25 óbitos. Também em maio, o trânsito causou 4 mortes em Santana de Parnaíba e 3 em Barueri e Cotia, além de 2 em Carapicuíba. Houve ainda um óbito em Itapevi. Já desde janeiro, além dos 19 registros em Osasco, foram 15 em Barueri; 13 em Barueri e 13 em Cotia; 5 em  Itapevi, 4 em Santana de Parnaíba e 1 em Pirapora do Bom Jesus.

Este mês, o governo do Estado de São Paulo lançou o programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade, que abrange atividades focadas em educação no trânsito, obras em rodovias e convênios para melhorias em vias municipais, além de nova campanha de mídia voltada para motociclistas, grupo que lidera as estatísticas de acidentes de trânsito no Estado. Também foram divulgadas estatísticas até abril, período em que o Estado registrou 1.605 óbitos, redução de 4,6% na comparação com o mesmo período do ano passado (1.683 vítimas fatais). Desse total, 566 mortes foram de motociclistas, o que representa 35% do total de vítimas fatais.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style