Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020

Polícia

16/08/2019 - 00:00 - Atualizado em 16/08/2019 - 00:00

Oito são presos por tráfico em operação na Cracolândia

Por Erica Celestini e Maranhão / policia@webdiario.com.br
Carapicuíba

Dos oito detidos, quatro eram menores de idade. Também foram apreendidos 127 pinos de cocaína, 171 porções de maconha, 111 pedras de crack e 10 lança perfumes.

Dos oito detidos, quatro eram menores de idade. Também foram apreendidos 127 pinos de cocaína, 171 porções de maconha, 111 pedras de crack e 10 lança perfumes. (Foto: Divulgação)
A Cracolândia, como é conhecida região de tráfico de drogas na Favela Municipal, em Carapicuíba, foi alvo de mais uma ação policial nesta semana. Ao todo, foram presas 4 pessoas e apreendidos 4 menores de idade, por tráfico. Também foram apreendidos 127 pinos de cocaína, 171 porções de maconha, 111 pedras de crack e 10 lança perfumes. A operação foi feita pelo Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) da cidade, com apoio do 5º Baep, a “tropa de elite” da PM. O combate ao tráfico está sendo identificado como ação paralela a trabalho realizado pela prefeitura e pelo governo do Estado para oferecer tratamento aos usuários de drogas. São cerca de 70 pessoas vivendo no local, devido ao fácil acesso à compra de drogas na favela.

Os usuários é oferecido tratamento, incluindo encaminhamento a clínicas do governo do Estado. Segundo levantamento realizado pela prefeitura, 90% dos frequentadores não são moradores da cidade. Em duas semanas, a região foi alvo de outras cinco operações especiais. Na última sexta-feira, novamente pela  Dise, foram apreendidos mais de 581 pinos de cocaína e 70 lança perfumes. Nas ações anteriores, somando ainda intervenções da Polícia Militar, foram 17 quilos de drogas apreendidos e 16 pessoas foram detidas. Também nessas duas semanas, equipes da prefeitura e do governo do Estado fizeram a abordagem de 80 pessoas. Desse total, 40 aceitaram passar por algum atendimento de saúde e duas delas aceitaram passar por tratamento em casa de acolhimento. Na próxima fase do trabalho social, a partir do dia 20 deste ano, serão ampliados os serviços de saúde oferecidos aos usuários de drogas, incluindo realização de exames.