Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019

Política


23/08/2019 - 00:00 - Atualizado em 23/08/2019 - 00:00

"Não tenham medo de denunciar", diz Emidio a professores sobre escolas estaduais

Pedido feito pelo deputado estadual aconteceu durante o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa dos Investimentos na Infraestrutura da Rede Estadual de Ensino
Por Graciela Zabotto / politica@webdiario.com.br
ESTADO

"Não tenham medo de denunciar", diz Emidio a professores sobre escolas estaduais

"Não tenham medo de denunciar", diz Emidio a professores sobre escolas estaduais (Foto: Divulgação)
Foi lançada nessa quarta-feira, 21, na Assembleia Legislativa, a Frente Parlamentar em Defesa dos Investimentos na Infraestrutura da Rede Estadual de Ensino. Coordenador da Frente, o deputado estadual Emidio de Souza (PT) frisou que a iniciativa representa a união de esforços e que é uma que deve ser abraçada por todos. A Frente recebeu assinatura de 60 deputados de 21 partidos diferentes.
 
Durante audiência pública, Emidio citou que, das 5300 escolas do Estado, 1100 prédios escolares precisam de reformas urgentes, citando o caso até de ETECs e FATECs. "A situação das ETECs não é boa, muitas delas estão em situação precária”. O parlamentar ainda apresentou casos de unidades de ensino sem o AVCB, sem área para merenda e até banheiro.
 
Emidio também pediu para que a população e a comunidade escolar denunciem as escolas que estiverem em situação de abandono. "A população precisa denunciar e nos ajudar nessa luta. E os professores precisam nos ajudar. Não tenham medo de denunciar", disse.
 
Segundo do deputado, a criação da Frente é uma resposta aos cortes que o Governo de São Paulo fez, ao longo dos últimos anos, nos investimentos para reforma e manutenção das escolas estaduais e vai trabalhar pela implementação de um programa de manutenção preventiva que evite a deterioração das unidades de ensino. "Já temos elementos suficientes para começar a trabalhar ativamente por melhorias e agora vamos cobrar medidas do Governo. Nós trabalhamos por uma escola pública de qualidade. O Estado precisa cumprir seu papel", afirmou.
 
A violência enfrentada pelos professores dentro das salas de aula também foi assunto durante a audiência. "Vivemos em uma sociedade que é violenta e está acostumada a resolver as coisas olho por olho, dente por dente. E isso contamina o ambiente escolar. Muitos professores pensam se vale mesmo a pena sair de casa para dar aula e ganhar o que ganha”, finalizou o coordenador da Frente.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style