Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019

Política


18/09/2019 - 00:00

"Ralfi é o menino de ouro do prefeito", diz Ribamar

Elogio aconteceu em votação de 5 vetos do prefeito a projetos do vereador, por vício de iniciativa. "Mas propostas são atendidas de alguma forma", completou Toniolo. "Rasgação de seda" acontece após polêmica com Podemos
Por Juliana Oliveira/ politica@webdiario.com.br
Osasco

Ralfi se envolveu em polêmica com o Podemos e perdeu cargo de

Ralfi se envolveu em polêmica com o Podemos e perdeu cargo de (Foto: arquivo)
Os vereadores de Osasco acataram, na noite de terça-feira, 17, cinco vetos do prefeito Rogério Lins (Podemos) a projetos de autoria do vereador Ralfi Silva (Podemos), todos por vício de iniciativa (quando a proposta cria gastos para a administração pública, prática que é proibida por lei).

Mesmo assim, o vereador acabou sendo elogiado por dois aliados do prefeito no Legislativo. A "rasgação de seda" aconteceu ainda uma semana após desentendimento entre Ralfi e lideranças do Podemos, que o levaram a perder o cargo de líder da legenda na Casa. 

Segundo o líder de Lins na Câmara, o vereador Toniolo (PCdoB), os vetos aos projetos de Ralfi também foram encaminhados para parecer da assessoria jurídica da Casa, que reafirmou a inconstitucionalidade dos textos. Para minimizar uma possível bronca do parlamentar, Toniolo disse que os projetos terão andamento. "As propostas foram vetadas, mas estão sendo atendidas de alguma forma pelo prefeito".

Já o presidente da Câmara, vereador Ribamar Silva (sem partido) elogiou o empenho do colega em apresentar os projetos, mesmo sendo vetados. "Ralfi é o menino de ouro do prefeito".

Os elogios foram feitos depois de polêmica entre Ralfi e o presidente da sigla, Fabio Grossi. Na última semana, Grossi confirmou a decisão de trocar o parlamentar por Rogério Santos na liderança da legenda na Câmara e entregou um documento em que dá um "puxão de orelha" no parlamentar por descumprir determinações do partido.

Ralfi teria sido punido por ser contrário aos projetos de lei complementares do prefeito sobre a reforma administrativa da prefeitura.  

Dentre os projetos de Ralfi que foram vetados estão: a obrigatoriedade da substituição do quadro negro por lousa branca ou digital, nas escolas da rede pública municipal; a fiscalização das normas técnicas de segurança em parques infantis (playgrounds) e academias da terceira idade (atis) localizadas em parques, escolas e condomínios; a obrigatoriedade de a municipalidade fixar, nos próprios municipais, os principais números de telefones úteis e ou de emergência; a criação da Patrulha de Defesa e Proteção da Mulher; e a implantação de aparelho para pesquisa de satisfação nos próprios municipais.

Newsletter
Conteúdo exclusivo para você
Capa do Dia
Vip Style