Sábado, 06 de Junho de 2020

Polícia

06/03/2020 - 00:00 - Atualizado em 06/03/2020 - 00:00

"Chefões" do tráfico são presos em favela do Jardim Padroeira

Por Erica Celestini e Maranhão/policia@webdiario.com.br
Osasco

Foram mais de 8 mil porções de drogas apreendidas na operação da Dise

Foram mais de 8 mil porções de drogas apreendidas na operação da Dise (Foto: Divulgação)
Dois membros do “alto escalão” do tráfico de drogas na região Jardim Padroeira – e provavelmente ligados ao PCC – foram detidos pela Polícia Civil na madrugada desta sexta-feira.

Um deles era responsável pelo fornecimento dos entorpecentes e o segundo fazia a venda, em uma favela na avenida Sizenando Gomes de Sá. Eles foram presos por investigadores da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Osasco quando “fechavam negócio” e a ação resultou na apreensão de 3 mil porções de cocaína e 4,6 mil porções de crack.

De acordo com delegado Igor Alves Guedes de Oliveira, titular da Dise, a equipe já vinha monitorando a região há 2 meses, e quando fez a abordagem, a dupla ainda tentou fugir, mas acabou detido. O carro do fornecedor – um Mondeo, com placas do Guarujá, tinha um compartimento secreto para o transporte das drogas.  Dentro dele foram encontradas 3 mil  porções de cocaína e 1,6 mil porções de crack, já  prontas para a venda.

“Continuamos as diligências até a casa dele, um apartamento em um conjunto habitacional no bairro do Barro Branco, na Capital, onde havia mais 3 mil porções de drogas, também já porcionadas, além de 5 cadernos com anotações do tráfico”, completa o delegado.

Os dois foram autuados por associação ao tráfico. Um dos suspeitos já tinha passagem anterior da polícia. Agora, as investigações continuam para identificar outras ramificações do esquema e a possível ligação com o crime organizado.