Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020

Política


06/04/2020 - 00:00 - Atualizado em 06/04/2020 - 00:00

De Paula pede sessão virtual para votar aumento do Bolsa Aluguel

Por Da redação/politica@webdiario.com.br
Osasco

De Paula pede sessão virtual para votar aumento do Bolsa Aluguel

De Paula pede sessão virtual para votar aumento do Bolsa Aluguel (Foto: Reinaldo Vaz)
Vereador de Osasco, De Paula (PSDB) encaminhou e-mail à presidência da Câmara Municipal solicitando a realização de uma sessão extraordinária virtual para votação do Substitutivo 01/2020 que trata do aumento do valor do Bolsa Aluguel dos atuais R$300 para R$400. O benefício é pago às famílias retiradas de ocupação e que aguardam a disponibilização de imóveis em programas habitacionais. A intenção do tucano é agilizar a aprovação da proposta para que pessoas de baixa renda tenham menos prejuízos financeiros durante a pandemia do coronavírus.
 
“O Congresso Nacional já utilizou a tecnologia para poder acelerar a votação de projetos e este gesto foi repetido por inúmeros municípios. A Câmara Municipal de Osasco tem totais condições de fazer a sessão virtual para que, assim, possamos aprovar matérias que vão beneficiar muitas famílias osasquenses. Já encaminhei esta solicitação por e-mail ao presidente da Casa, o vereador Ribamar Silva, e espero que ele atenda em breve”, afirmou.
 
A proposta também permite que duas famílias beneficiadas pelo programa possam dividir o mesmo imóvel, com aluguel de até R$800. “É um projeto muito importante porque as famílias estão perdendo sua renda dia após dia por conta do coronavírus. Ao aumentar o valor do benefício, vamos dar um pouco mais de tranquilidade para que essas pessoas tenham condições de pagar o aluguel”, explicou o tucano.
 
No e-mail enviado à presidência da Câmara, De Paula também sugere a votação, na sessão virtual, do projeto do Executivo que permite o pagamento de abono no valor de um salário mínimo aos profissionais que estão na linha de frente no combate ao coronavírus.
 
“Podemos apreciar e votar essas e outras matérias igualmente importantes, de forma remota, utilizando os meios tecnológicos que garantem a legalidade das decisões tomadas pelo plenário virtual, a exemplo do que o Congresso Nacional, Assembleias estaduais e inúmeras Câmaras municipais estão fazendo”, finalizou De Paula.