Sexta-Feira, 05 de Junho de 2020

Cotidiano


07/04/2020 - 00:00

Hospital de Campanha com 70 leitos fica pronto nesta sexta, afirma prefeito Rogério Lins

Por Da redação/cotidiano@webdiario.com.br
OSASCO

Prefeito também afirmou que obras de 40 leitos no PS do Jardim D´Abril estão na reta final

Prefeito também afirmou que obras de 40 leitos no PS do Jardim D´Abril estão na reta final (Foto: divulgação)
Ainda esta semana, entram em funcionamento estrutura para reforçar o atendimento a pacientes de coronavírus (Covid-19) na rede pública de Osasco.

Nesta quinta-feira, dia 8, serão abertos 20 novos leitos de UTI e uma ala exclusiva para atendimentos no Hospital Regional, em Presidente Altino. Já na sexta-feira, fica pronto Hospital de Campanha que está sendo montado pela prefeitura na Policlínica da Zona Norte.

Serão, inicialmente, 70 leitos convencionais (para pacientes que não precisam de UTI), mas a capacidade pode chegar a 200, utilizando também parte do estacionamento da Poli Norte, no Jardim Piratininga.

As informações foram dadas pelo prefeito Rogério Lins, em pronunciamento nas redes sociais, após vistoriar as obras. Ele afirmou ainda que entraram na reta final – com equipes trabalhando em três turnos, inclusive na madrugada – as obras de mais 40 leitos no Pronto Socorro do Jardim D´Abril.

“Ele vai funcionar como um hospital de retaguarda na nossa rede”, completou.

Devido à pandemia, também foram montados, na rede, dois Centros de Terapia Intensiva do coronavírus, nos Prontos-Socorros do Santo Antônio e do Helena Maria. Eles contam com leitos de UTI e também aparelhos de tomógrafo, que ajudam no diagnóstico da doença, avaliando as condições dos pulmões dos pacientes, que são os órgãos mais atacados pela doença.

Mas funcionam de “portas fechadas”, ou seja, recebendo pacientes em estado grave encaminhados por outras unidades da rede.  Pessoas que apresentarem sintomas da doença, principalmente falta de ar, devem procurar o Hospital Municipal Antônio Giglio – que também ganhou um andar inteiro de leitos de UTI para casos de coronavírus – ou as UPAs do Centro, Jardim Conceição e Vila Menk, que funcionam 24 horas. 

Na transmissão pelas redes sociais, o prefeito destacou a importância das pessoas permanecerem em isolamento social, porque em caso de pico de casos, essa estrutura não será suficiente para atender a todos.

“A situação está grave. Tanto que a quarentena foi prorrogada. Mas, na contramão de tudo isso, tem que não está fazendo sua parte, agindo como se não tivesse período de quarentena. Esse comportamento pode sobrecarregar leitos públicos e privados. Não há cidade no mundo que comporte essa demanda se a população não fizer sua parte”, destacou.